facebook-domain-verification=u5ubljf03il3ylus3oks0c9pgjd5xu
Mamoplastia de Aumento

É um procedimento de Cirurgia Plástica para aumentar o tamanho e a forma das mamas. Trata-se da cirurgia estética mais realizada em todo o mundo. Com este procedimento, pode aumentar o tamanho natural das mamas e corrigir a flacidez e a perda de volume associadas à idade, perda de peso, gravidez ou amamentação.

Normalmente é realizado com implantes (próteses) de silicone, ainda que existam outras técnicas possíveis. Os implantes existem em vários diâmetros, volumes e projeções (a distância a que se projetam da parede torácica), e a nossa Cirurgiã Plástica Drª Sofia Santareno pode sugerir um tamanho que seja mais apropriado para seu corpo e objetivos. Os implantes são dispositivos médicos certificados, flexíveis, preenchidos com gel de silicone e são inseridos através duma incisão à volta dos mamilos (periareolar), sob as mamas (no sulco inframamário) ou na axila (transaxilar) e, em seguida, colocados sob ou sobre o músculo peitoral. Todos os implantes utilizados na nossa clínica têm garantia vitalícia.

O aumento das mamas também pode ser feito com transferência de gordura a partir de outras áreas do corpo (como a barriga ou as coxas) através da lipoaspiração, que é em seguida injectada nas mamas. Em alguns casos, os implantes são combinados com a transferência de gordura porque a gordura pode ajudar o resultado a ficar mais natural.

Outra opção para aumentar a mama é um lifting de mama, conhecido por mastopexia.

Todas as técnicas descritas são realizadas com anestesia geral, pela segurança da paciente, que é sempre a nossa prioridade.

Antes e Depois
Apenas prótese
Transferência de gordura
F.A.Q.s

Quais são os prós e os contras da mamoplastia de aumento?     

        

Prós

• As mamas ficarão maiores, mais altas e mais preenchidas, com um aspecto mais jovens.

• Os resultados duram mais de 10 anos.

• Os implantes são altamente personalizáveis, portanto, a paciente pode escolher o tamanho e a forma que melhor se adaptam ao seu tipo de corpo e estilo de vida.

 

Contras

• A gravidez, a menopausa e a perda de peso após a cirurgia podem afetar os resultados.

• Os implantes não são dispositivos para toda a vida; é provável a necessidade de revisão num período estimado de 10 a 15 anos.

Como se deve preparar para uma Mamoplastia de Aumento?     

        

Antes da cirurgia, terá uma consulta com a nossa cirurgiã, Drª Sofia Santareno. A primeira consulta pode ser realizada online (marque aqui), após o upload de fotos no nosso simulador 3D Crisalix (faça já a sua). Na 1ª consulta são escutadas as expectativas e objectivos da paciente, é realizada a história clínica (com identificação de possíveis factores de risco e pedido de exames complementares de diagnóstico), são esclarecidas todas as dúvidas, discutidos prós e contras, e a Drªa Sofia Santareno realiza ainda a simulação virtual da cirurgia. Na segunda consulta, obrigatoriamente física, caso não tenha sido realizada a consulta online prévia, todos os passos menciados anterioremente são realizados, além do  exame físico (medidas da parede torácica e das mamas) e a documentação fotográfica em estúdio profissional. Nesta consulta presencial a Drª Sofia Santareno mostra ainda os vários tipos e formatos de próteses. É traçado um plano (inclui o tipo de próteses, a incisão, o plano de colocação), um cronograma do processo de preparação, cirurgia e recuperação. É obrigatória a realizada de ecografia mamária (até aos 35 anos) ou mamografia (após os 35 anos) com menos de 1 ano em relação à data da cirurgia, análises de sangue, e em alguns casos Rx de Tórax e Electrocardiograma. Todas as pacientes são avaliadas em consulta de Anestesiologia, antes da cirurgia, com o Dr. Duarte Rosado. A segurança dos pacientes é o nosso foco.

O que acontece durante a cirurgia de mamoplastia de aumento?   

        

Após a indução anestética, é realizada a desinfecção e colocação de campos operatórios. A nossa cirurgiã plástica, Drª Sofia Santareno, começará com uma incisão de acordo com o local programado. Em seguida, criará uma bolsa (pocket), por cima (subglandular/subfascial) ou por baixo (submuscular) do músculo peitoral e colocará os implantes. Muitas vezes, para um resultado mais natural, a Drª Sofia Santareno utiliza a técnica de plano-duplo (Dual-plane) onde a metade superior da prótese fica submuscular e a metade inferior fica subglandular, o que permite um resultado mais natural. A incisão é fechada por camadas de pontos internos e a pele é fechada com pontos absorvíveis, adesivo cutâneo ou cola celular. A Drª Sofia Santareno nunca deixa pontos para tirar. Tal pode apenas acontecer nos casos em que no mesmo tempo é corrigido um mamilo invertido, por exemplo. É também possível no mesmo procedimento diminuir o diâmetro das areolas, centraliza-las ou encurtar o mamilo.

É colocado um soutien cirúrgico especial e por vezes uma faixa torácica. A duração total da cirurgia dura é de cerca de uma hora, podendo prolongar-se um pouco mais quando se associam outras técnicas. A paciente não precisa ficar internada, podendo ir para o conforto da sua casa no próprio dia. Leva consigo toda a medicação que vai precisar (normalmente analgésico para SOS em caso de ter dores e antibiótico para prevenir infecções).

Os implantes de silicone são seguros?    

        

A tecnologia dos implantes de silicone não para de evoluir. Actualmente estamos já na 6ª geração de implantes de silcione. Tratam-se de dispositivos médicos, regulados de acordo com a lei internacional e europeia, e devidamente autorizados para a utilização em humanos pela INFARMED. O gel de silicone dos implantes actuais é altamente coeso, isto é, na remota possibilidade de ruptura, o gel não sai de dentro da prótese, mantendo-se coeso. A cobertura dos implantes pode variar na sua tecnologia, estando preconizada a utilização de microtexturizados, pelo menos risco associado de contractura capsular. As guidelines internacionais do U.S. Food & Drug Administration recomenda a realização de uma Ressonância Magnética pelo menos aos 3 anos após colocar as próteses, para excluir uma "ruptura silenciosa" . Quando  um implante se rompe, não causa sintomas nem apresenta risco imediato para a paciente. Normalmente é detectado em exames de rotina e as próteses são imediatamente substituídas. Todas as marcas de próteses que a nossa clínica utiliza (POLYTECH e MOTIVA) estão protegidas por uma garantia vitalícia, que garante a oferta de um novo par de próteses a todas as pacientes.

 

Existem outros riscos associados aos implantes de mama além da ruptura (...), incluindo seroma (acumulação de líquido), contractura capsular (formação de tecido cicatricial duro à volta do implante) e rugas visíveis da pele sobre o implante. A Drª Sofia Santareno explica sempre detalhadamente todos esses riscos e como eles se podem contornar.

Por outro lado, está estudado que as pacientes que têm próteses de mama têm probabilidade de detectar mais cedo um cancro da mama, caso venham a sofrer de um. E é fácil compreender porquê: as próteses oferecem uma superficie que facilita a detecção de nódulos/massas na palpação manual; além disso, as pacientes fazem mais rastreios ao cumprirem o protocolo de seguimento das suas próteses, o que permite detectar mais cedo pequenos tumores a fim de serem tratados de forma eficaz.  O rastreio de cancro de mama em mulheres com próteses pode ser realizado com uma mamografia (perfil Erklund) caso a prótese esteja atrás do músculo; idealmente por uma ressonância magnética, caso a prótese esteja em dual-plane ou atrás da glândula.

Recentemente, de acordo com uma pesquisa publicada na revista Plastic and Reconstructive Surgery, tem vindo a ser discutido o risco dum tipo específico de linfoma (BIA-ALCL) associado aos implantes texturizados da mama. A Drª Sofia Santareno esclarece e informa sempre sobre esse tema na consulta. Não há, até à data da realização deste texto, nenhum caso conhecido em Portugal.

Em situações raras, pode verificar-se em algumas mulheres um conjunto de sintomas (problemas cognitivos, fadiga crônica e dor nas articulações) conhecidos como doença do implante mamário (DIM). Embora a FDA tenha afirmado que os estudos atuais não mostram evidências de que os implantes da mama causem esses sintomas, estão actualmente a decorrer pesquisas para compreender melhor sua causa.

O que acontece durante a transferência de gordura para a mama?    

        

A transferência de gordura para a mama (lipofilling) começa com a lipoaspiração para remover o excesso de gordura de outra área do corpo, geralmente a barriga ou as coxas. A gordura é purificada antes de ser injetada nas mamas, dando contorno e restaurando o volume.

A grande vantagem desta técnica é que consegue-se utilizar o próprio tecido da paciente para adicionar volume, ao contrário da utilização dum implante.

A grande desvantagem é que paciente pode não obter tanta melhoria na projecção e volume como conseguiria com um implante. Além disso, os  resultados podem ser imprevisíveis, pois apenas cerca de 50 a 70% das células de gordura sobrevivem após a transferência. Também não se consegue prever que a gordura vai sobreviver de forma diferente entre uma mama e outra, o que pode levar a assimetria entre as duas mamas, com necessidade dum segundo procedimento.

Um outra questão que deve ser tida em conta, prende-se com a calcificação de parte da gordura que não sobrevive e que pode assustar um radiologista menos experiente ao olhar para uma mamografia de rastreio. Por isso, após a transferência de gordura para a mama, os rastreios da mama devem ser realizados por um radiologista com experiência a analisar mamas.

O que esperar da recuperação?  

As suas mamas ficarão protegidas por pensos e por um soutien cirúrgico (para melhorar o supor e diminuir o inchaço). Pode ser necessária a utilização duma faixa torácica. Caso fique com drenos, eles são removidos após 3 dias em média. A Drª Sofia Santareno aconselha a utilização de soutien cirúrgico de dia e de noite se possível até às 6 semanas e idealmente soutien desportivo à noite para sempre de forma a maximizar e prolongar os resultados.

A dor pode durar até cinco dias, com algum inchaço, hematoma e rigidez que podem persistir por algumas semanas. A maioria das pessoas regressa ao trabalho em apenas uma semana; no entanto actividades mais vigorosas como corrida e vida íntima estão aconselhadas às 3 semanas. Poderá voltar a levantar pesos às 6 semanas. Quando se associa às próteses transferência de gordura ou lifting da mama a recuperação pode ser um pouco mais demorada.

Durante os primeiros dias deve dormir com a cabeceira mais elevada e se possível dormir de costas até às 6 semanas para não deformar o implante. A partir das 6 semanas deve dormir de barriga para baixo, para garantir que os tecidos cedem e a cápsula que envolve a mama fica mais flexível.

Após alcançar o resultado, quanto tempo ele durará?  

Após uma mamoplastia de aumento, as prótese começam a adaptar-se ao seu corpo e o seu corpo implantes – as suas mamas começarão a cair à medida que a pele se estica e os músculos relaxam, mobilizando os implantes para uma posição mais natural. Este processo de remodelação dos tecidos inicia-se às 6 semanas, alcança os 80% de resultado aos 3 meses, e os 100% de resultado aos 12-18 meses.

Afirmar-se que os implantes devem ser substituídos a cada 10 anos é errado. Mas também, não é correcto dizer-se que os implantes foram feitos para durar a vida toda. Eles precisam de vigilância e de manutenção. Um relatório da FDA em 2011 demonstrou que 1 em cada 5 mulheres com implantes de silicone precisam de algum tipo de revisão devido a contratura capsular, ruptura silenciosa ou outras preocupações em 10 anos.

Relativamente à técnica de transferência de gordura para a mama, imediatamente após você terá mais volume, mas com o tempo, sobretudo nos primeiros 3 meses, o seu corpo vai absorver um pouco da gordura transferida. Ao final de 6 meses, a maior parte do inchaço deverá ter desaparecido e os seus resultados são totalmente visíveis. Ao final de um ano, a gordura transferida vai actuar como mamas naturais, o que significa que vai responder a variações de peso, e vai também começar a ceder no final da meia-idade, à medida que a sua pele se torna menos firme. Uma mama jovem é composta 50% por glândula e 50% por gordura.

Pode amamentar após uma mamoplastia de aumento?  

Esta é um das questões mais colocadas. E sim, você será capaz de amamentar com segurança mesmo com implantes mamários. Caso essa seja uma preocupação, a Drª Sofia Santareno vai aconselhá-la a realizar a mamoplastia de aumento através duma incisão no sulco inframamário, mantendo a glândula e a sua fáscia virgens e não seccionando nenhum ducto lactífero, diminuindo o risco de complicações na amamentação, como produção insuficiente de leite ou mastite. Várias pesquisas publicadas no International Breastfeeding Journal comprovam que qualquer cirurgia da mama (sobretudo com a incisão à volta do mamilo) pode danificar os dutos de leite, o que pode levar à produção insuficiente de leite.

Qual o preço de uma mamoplastia de aumento? 

O custo médio de uma mamoplastia de aumento de mama varia entre 3800 e 5500 euros. Muitos fatores afectam o preço, incluindo o tipo de aumento, o tipo de prótese, as técnicas utlizadas, a localização do consultório, a segurança e condições onde é realizada a cirurgia e a necessidade de anestesia geral. Os nossos pacientes são avaliados e seguidos na nossa clínica The DR PURE Clinic em Lisboa ou em Évora e operados no bloco operatório da CLISA, Reboleira, uma unidade acreditada do grupo Lusíadas Saúde. Todas as consultas e pensos são realizados na nossa clínica The Dr Pure Clinic.

O meu seguro pode comparticipar a cirurgia de mamoplastia de aumento? 

O aumento da mama é uma cirurgia estética e como tal não é coberta por seguros. As seguradoras são legalmente obrigadas a cobrir a reconstrução da mama após uma mastectomia.

A The Dr Pure Clinic oferece facilidades de pagamento?  

Tentamos sempre adequar os pagamentos às possibilidades e conforto financeiros dos nossos pacientes. Pode entrar em contacto connosco a fim de conseguirmos encontrar a melhor solução para si, sem juros.

Fale connosco!

Politica de Privacidade | Utilização de Cookies | Livro de Reclamações

Copyright @ 2020. THE DR PURE. Todos os direitos reservados. 

facebook-domain-verification=u5ubljf03il3ylus3oks0c9pgjd5xu